A ideia é tratar a pele de dentro para fora, de uma forma não invasiva com suplementos que prometem atenuar os sinais do envelhecimento, produzindo benefícios na aparência física. Os conhecidos nutricosméticos, têm como objetivo principal proteger a pele dos efeitos do sol, melhorar a flacidez, atenuar os sinais exteriores de envelhecimento, combater a celulite, controlar o apetite, retardar a queda de cabelo, melhorar a consistência das unhas, entre outros.

Com o passar dos anos, a pele sofre com os danos ambientais. Ela vai ficando mais fina, e pálida, rugas e manchas aparecem, o nível de colágeno diminui. Alem dos danos ambientais, a deficiência nutricional contribui para potencializar esse processo de envelhecimento.

Os nutrientes presentes nos nutricosméticos são substancias que o corpo humano já conhece ou produz naturalmente, mas que, com o passar do tempo, têm sua produção reduzida. Ingeridos de forma oral, são absorvidos pela corrente sanguínea, que o distribui pelo corpo. Agora é o momento onde a mágica começa. Estes suplementos fornecem os nutrientes que o corpo necessita, ajudando o organismo a funcionar melhor, e consequentemente tratam e reforçam as proteções da pele.

Os tipos mais comuns de nutricosméticos são: Acido Hialurônico (hidratante, revitalizante e anti-rugas), Betacaroteno (reduz e previne aparecimento de rugas), Licopeno (hidratação, reduz e previne aparecimento de rugas), Zinco (ajuda na formação de colágeno e elastina), Acido Linoleico Conjugado “CLA”(reduz a massa corporal), Alcachofra (diurético) e Glucomanano (inibe o apetite).

Para que o resultado comece a ser notado, recomenda-se a utilização por pelo menos 3 meses, conciliando com procedimentos estéticos e uma alimentação correta. Um bom medico pode avaliar e indicar qual o melhor tratamento para cada pessoa.

COMPARTILHAR