OUSADINHOS: Após piadas com marcas, “Tá no Ar” estreia sem patrocinadores

0
1193

As sátiras que o humorístico “Tá no Ar” exibiu em suas temporadas anteriores podem estar custando alto na Globo. A atração de Marcelo Adnet já chegou a ironizar marcas como Toddynho, Activia, e até o jogo de tabuleiro War.

No entanto, apesar do sucesso de crítica e repercussão, a terceira temporada do programa estreia nesta terça-feira (19) sem nenhum patrocinador, de acordo com profissionais do mercado publicitário, segundo informa a Folha de SP.

A Globo, por sua vez, nega a informação. “A informação não procede. A estreia da terceira temporada do programa reforça tanto a relevância na grade da Globo quanto a relevância comercial da atração.”, disse a sua assessoria.

Nos programas de TV, os anunciantes costumam comprar espaço nos intervalos das emissoras em certos horários, independentemente do que vai ao ar. Já o patrocinador tem privilégios, como o de aparecer nas chamadas da atração.

Segundo os criadores, a emissora não impõe limites no conteúdo, e eles têm liberdade para fazer alusão de marcas e conteúdos de outros canais. “Havia assuntos que eram comentados, mas estavam fora da tela da Globo”, diz o diretor Maurício Farias.

“Em relação a marcas, obedece um conceito que discutimos muito com a emissora: a repactuação desse tipo de humor com a sociedade, para que ela se veja representada na tela”, conta Melhem.

“A gente fala de Starbucks, Toddynho, coisas que não se falava. E você [na vida real] fala, de graça, sem o Toddynho pagar. Se começa a tirar rótulo de cerveja [na TV], falar achocolatado, fotocópia e lâmina de barbear, você não fala como a sociedade”, conclui o comediante.

COMPARTILHAR