O ator Leonardo DiCaprio poderia ter feito parte da saga “Star Wars” caso não tivesse recusado o papel de Anakin Skywalker oferecido a ele por George Lucas na década de 90. “Eu não sentia que estava pronto para fazer esse mergulho naquele momento”, declarou o ator em entrevista à revista “ShortList”, reproduzida pelo site The Hollywood Reporter nesta quarta-feira (30).

A recusa de DiCaprio – que também já passou adiante convites para ser Robin e Homem-Aranha no cinema – abriu caminho para Hayden Christensen viver o personagem nos episódios II e III da aventura galática, respectivamente “O Ataque dos Clones” e “A Vingança de Sith”. Nos filmes, Anakin é ainda um jovem jedi em treinamento que é tentando a passar para o “lado negro da força” até se tornar o arquivilão da série, Darth Vader.

nakin-skywalker-recusado-por-leonardo-dicaprio-1451498538949_615x300

Se, por um lado deixou de pertencer a uma franquia multimilionária que rende dividendos até hoje para os envolvidos, é também verdade que o astro de “Titanic” também se livrou de uma verdadeira barca furada: os filmes da chamada Nova Trilogia, centrados justamente no crescimento de Anakin, são considerados por críticos e fãs como os piores da série “Star Wars”. 

Nem George Lucas, criador da saga e diretor do filme original de 1977, parecia muito certo em realizar os três filmes das décadas de 1990/2000, segundo indicam declarações do diretor Ron Howard. “Ele não queria necessariamente dirigir [esses filmes]. Ele me disse que tinha conversado com Robert Zemeckis, conversou comigo, conversou com Steven Spielberg. Eu fui o terceiro. E todos disseram a mesma coisa: ‘George, você deve fazê-lo. Esse filho é seu.”

“Não entendi o roteiro”
Até Al Pacino, que já tinha feito os dois primeiros “O Poderoso Chefão” no cinema, preferiu recusar uma oferta de Lucas. Foi ainda nos anos 1970, quando o diretor lhe ofereceu nada menos que o papel de Han Solo na primeira aventura de “Star Wars”, lançada em 1977. “‘Star Wars’ estava ali para eu escolher, mas eu não entendi o roteiro”, declarou Pacino em entrevista publicada em 2013, pelo jornal “London Evening Standard”. 

Quem ficou com o papel foi o então pouco conhecido Harrison Ford, que, dali em diante, virou um dos grandes nomes do entretenimento em Hollywood. Com sete longas-metragens lançados até agora “Star Wars” já fez mais de US$ 5,6 bilhões em bilheterias até hoje. Somadas a outros produtos licenciados (brinquedos, roupas, HQs, animações, games etc.) a franquia é avaliada hoje em mais de US$ 30 bilhões.

“O Despertar da Força”, sétimo filme da saga lançado neste mês, já acumula mais de US$ 1,2 bilhões em bilheterias em todo o mundo e, em janeiro, deve ultrapassar “Avatar” como a maior renda da história do cinema mundial.