Adolescente escalou a maior pirâmide do Egito em 8 minutos, mas acabou preso

0
354

Escalar uma pirâmide no Egito pode proporcionar uma excelente paisagem, mas também pode te arrumar uma encrenca com a Justiça. No início dessa semana, Andrej Ciesielski, um adolescente de origem russa de 17 anos, publicou em seu blog uma imagem na qual aparece no topo da Pirâmide de Quéops – uma edificação com quase 140 metros de altura localizada na grande necrópole de Gizé, um dos maiores sítios arqueológicos do Egito. As fotos e o vídeo da aventura ficaram ótimos, mas Andrej acabou encaminhado para uma delegacia egípcia.

“Eu apenas ouvia música enquanto subia [a pirâmide]. Fiz o trajeto em oito minutos. Depois de um tempo acabei chamando atenção de um segurança. Ele começou a gritar, em árabe, para que eu descesse”, relatou o garoto em entrevista ao tabloide britânico Daily Mail. Por sorte, Andrej, que reside na cidade alemã de Munique, foi liberado por ser menor de idade. Ainda assim, há uma chance das autoridades do país moverem um processo contra o turista devido à empreitada.

Assista ao vídeo:

Andrej não é exatamente um novato. O garoto já foi até o topo do Coliseu, em Roma, subiu em arranha-céus de Dubai e foi a torres com mais de 300 metros de altura em Hong Kong. E ele não está exatamente sozinho. É comum encontrar vídeos de grandes escaladas a edifícios e monumentos no YouTube (que dão muita vertigem, vale dizer).  Em 2013, por exemplo, alguns amigos russos também postaram fotos no topo da Pirâmide de Quéops, mas foram um pouco mais espertos que Andrej: a subida foi feita durante a noite para evitar a atenção de guardas.

É comum encontrar retratos antigos em que um grupo de pessoas aparece ‘montado’ em alguma das pirâmides. Para tentar preservar as edificações de até 2 mil e 500 anos a.C, o país passou a proibir a ida sem qualquer tipo de autorização. Pelo jeito, nada disso impediu que as pessoas continuassem subindo até lá.  

COMPARTILHAR